Tuesday, March 04, 2008

 





A RTP É UMA LOJA DE TRAPOS


É fácil perceber o que pretende Luís Filipe Menezes. Então a RDP não é um órgão de propriedade do Estado e nele não há publicidade paga. Por que razão a RTP, que tem o mesmo dono, não obedece ao mesmo critério? Bem, o homem foi mexer com a comilança estabelecida. O que é que esperava? A RTP parece uma mercearia fina com a fruta toda à mostra e sem licença camarária. Compete com outros na mesma área. Os fundos são imensos e servem para se gastar na compra de verdadeiros atentados à cabeça dos portugueses. Daqueles que ainda têm cabeça. Todo o lixo americano desagua naquela estação. São filmes pornográficos, – ainda se criassem algum entusiasmo – são séries sem tarelo, são apelos à violência a toda a hora, e outras grandes merdas. Repito: grandes merdas! Ninguém sabe quanto recebem este e aquele que comentam e vomitam “exercícios de estilo” (não confundir com o pobre Pachecal que não viu um cêntimo daquele grupo de elitistas gordurosos). É tudo feito às escondidas do Zé das Couves. Aquilo é um vazadoiro de dinheiros públicos sem utilidade substancial. Só prestam contas entre eles (eles, os da panelinha). Não se respeita a lei dos vencimentos que apresenta máximos e mínimos. A RTP não está moribunda. Vende cremes para barba, preservativos, fraldas, máquinas de lavar, derivados de viagra, etc. Vende políticos ao desbarato, lavando uns enxovalhando outros (os mais fracos e indefesos). Tirando um ou outro programa, a RTP é o espelho do lodaçal onde vivemos. Espero que Luís Filipe Menezes não recue e procure acabar com aquela promiscuidade oficial. Infelizmente o tiro que deu feriu a fera. O que a torna mais perigosa. Alguns sebosos já vieram a público demonstrar a sua merecida discordância. Os que comem à mesa da estação do Estado ficaram “menentes”. Onde é que já se viu tal despautério? Portugal é dos senhores, venha a revolução que vier. A merda é sempre a mesma e o que muda são as unhas que a limpam. Sejam, ao menos, fascistas, utilizem o papel higiénico, para ao menos nas campanhas eleitorais não conspurcarem as mãos dos infelizes que se vêem obrigados a retribuir os “cumprimentos” por delicadeza…
mmb

Comments:
See Here or Here
 
Post a Comment



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?